Brasil República

O período republicano começou no dia 15 de novembro de 1889, com a Proclamação da República e continua até os dias de hoje. Podemos periodizar a República da seguinte maneira:

República Velha (1889-1930)

A República Velha (república da espada) consiste no período de 1889 até 1930, quando inicia-se a Era Vargas. Neste período, destaca-se o Encilhamento, durante o Governo Provisório, a Política do Café-com-Leite e o Tenentismo.

Era Vargas (1930-1945)

Durante 15 anos, o Brasil foi presidido por Getúlio Vargas, que foi responsável por vários feitos sociais e econômicos. Tudo começou com a Revolução de 1930, que levou Vargas ao poder. Durante esse período, destaca-se a Revolução de 1932, a Intentona Comunista (1935), o Golpe de 1937, a criação das leis trabalhistas e a participação do Brasil na Segunda Guerra Mundial.

República Populista (1945-1964)

Em 1945 tem inicio a Segunda República (república populista). Nessa época, os presidentes eram carismáticos e faziam uso do populismo. Esses regimes populistas, que remontam a ascenção de Vargas em 1930, sofrem uma crise e terminam com o Golpe Militar de 1964. Destaca-se a criação da Petrobrás (1935) por Getúlio Vargas e o Plano de Metas de Juscelino Kubitschek.

Regime Militar (1964-1985)

Um golpe militar depõe João Goulart, coloca o general Costa e Silva no poder e dá início a República Militar. Esse período ficou marcado pela repressão política, pelo "Milagre Econômico", pela Crise do Petróleo e pelo AI-5, que iniciou de fato a a ditadura militar no país.

Nova República (1985-...)

Esse período inicia-se com a eleição indireta do presidente Tancredo Neves, que cede o poder, após falecer, para José Sarney. A Nova República ficou marcada pela democratização do Brasil através da Constituição de 1988.

Bibliografia
  • Koshiba, Luiz, Pereira, Denise Manzi Frayze. História do Brasil. 7 edição. São Paulo.

Confira também