Racha Cuca

Português

O português é o idioma oficial do Brasil e de outros países como, por exemplo, Portugal, Moçambique, Angola e outros. Entretanto, existem diferenças no vocabulário, na pronúncia e na sintaxe. Diferenças que são semelhantes ao que acontece no inglês dos Estados Unidos e do Reino Unido, mas isso não impede que seus falantes se entendam sem maiores problemas.

Quando conversamos entre amigos e familiares, geralmente utilizamos a norma coloquial, que nada mais é do que uma forma simplificada no qual usamos construções gramaticais e conectores mais simples, frases curtas e com repetições, ou seja, é uma forma não planejada de se expressar.

Na escola, aprendemos a norma culta, que é um modelo que segue rigidamente as regras gramaticais. Isso deixa a linguagem mais elaborada e exige um grau maior de atenção na hora de se expressar. Apesar das diferenças entre norma culta e norma coloquial, não existe certo ou errado. O ideal é usar o padrão linguístico de acordo com as situações.

A gramática, que é o estudo dos elementos de uma língua e o conjunto de regras para o uso da mesma, é o ponto de partida para entender e aprender a maneira de usar “corretamente” (norma culta) qualquer idioma. Ela pode ser dividida em:

  • Fonética: Estudo dos fonemas, da sua produção e suas características;
  • Fonologia: Ciência dos sons da linguagem;
  • Morfologia: Estudo da formação, da estrutura, da origem, da flexão e da classificação das palavras;
  • Sintaxe: Estudo do conjunto de regras que organizam a construção das frases;
  • Semântica: Estudo da evolução do sentido das palavras;
  • Etimologia: Estudo da origem e da formação das palavras;
  • Estilística: Estudo do uso dos recursos da linguagem quanto a capacidade de comunicar, emocionar e sugestionar;
  • Literatura: A arte de compor escritos artísticos, em prosa ou em verso.
  • Figuras de Linguagem

    Confira quais são os tipos e pra que servem as figuras de linguagem através de explicações e exemplos.

  • Crase

    Confira quais são as regras para usar a crase corretamente. Veja também os casos especiais, os casos facultativos e quando não usar a crase a partir de explicações e exemplos.

  • Uso dos Porquês

    Por que, porque, porquê ou por quê? Veja quais são as diferenças e as regras para empregar corretamente cada um dos porquês.

  • Classes de Palavras

    Existem dez tipos classes de palavras (classes gramaticais): adjetivo, advérbio, artigo, conjunção, interjeição, numeral, preposição, pronome, substantivo e verbo.

  • Termos da Oração

    Os termos da oração podem ser classificados em: termos essenciais, termos integrantes e termos acessórios.

  • Regência Nominal

    Analise quais são as preposições necessárias para determinados adjetivos, advérbios e substantivos.

  • Concordância Nominal

    Confira regras e exemplos de concordância nominal para entender como os substantivos se relacionam com as palavras associadas a eles.

  • Concordância Verbal

    A concordância verbal é o ajuste entre o verbo e seu sujeito (simples ou composto). Veja as explicações e os exemplos para compreender as regras gerais de concordância verbal.

  • Orações Coordenadas e Subordinadas

    Confira as diferenças entre as orações coordenadas e subordinadas e como elas são classificadas.

  • Estrutura das Palavras

    Aprenda quais são as estruturas das palavras estudando os seguintes morfemas: radical, afixo, desinência, vogal temática, vogal de ligação e consoante de ligação.

  • Processos de Formação das Palavras

    Veja as diferenças entre palavras primitivas, derivadas e compostas e aprenda quais sãos as características dos processos de formação.

  • Regras de Acentuação Gráfica

    Confira quais são as regras de acentuação e quais as mudanças feitas pela reforma ortográfica (acordo ortográfico).

  • Neologismo

    Neologismo consiste na criação e introdução de uma palavra ou uma expressão nova em nossa língua. Normalmente, os neologismos são criados a partir da justaposição, da prefixação, da sufixação e de outros processos.

  • Semântica

    A semântica trata do estudo do significado das palavras. Ela envolve os seguintes elementos: sinônimos, antônimos, homônimos, parônimos, polissemia, denotação e conotação.

  • Sinais de Pontuação

    Resumidamente, os sinais de pontuação são empregados para organizar e estruturar a língua escrita, além de possibilitar pausas e entonações nos textos lidos em voz alta.

  • Vícios de Linguagem

    Os vícios de linguagem são desvios da norma gramatical. Alguns desses vícios são: a ambiguidade, o pleonasmo vicioso, o estrangeirismo e a cacofonia.

  • Fonologia

    A fonologia é o ramo da linguística que estuda os padrões dos sons básicos de uma língua.

Conteúdos relacionados