Movimentos Nativistas

Os movimentos nativistas foram uma série de rebeliões que surgiram no final do século XVIII. Essas revoltas começaram devido as contradições entre a metrópole (Portugal) e a colônia (Brasil). A principal contradição era a econômica, especialmente porque o Pacto Colonial favorecia a metrópole.

É importante ressaltar que essas revoltas coloniais, que ocorreram de forma isoladas, não chegaram a propor explicitamente a emancipação política.

A seguir listaremos os principais movimentos nativistas:

  • Aclamação de Amador Bueno (1641): Ocorreu na Vila de São Paulo devido ao descontentamento de alguns colonos da região com a dominação de Portugal;
  • Revolta de Beckman (1684): Aconteceu no estado do Maranhão devido a causas econômicas (queda na exportação do açúcar, alto preço dos escravos africanos e prejuízos causados pela Companhia de Comércio do Maranhão);
  • Guerra dos Emboadas (1708-1709): Disputa entre bandeirantes vicentinos e portugueses pelos recursos naturais das Minas Gerais;
  • Guerra dos Mascates (1710-1711): Conflito entre senhores de engenho de Olinda e comerciantes portugueses do povoado de Recife (os "mascates").
Bibliografia
  • Koshiba, Luiz, Pereira, Denise Manzi Frayze. História do Brasil. 7 edição. São Paulo.

Confira também