Carta

Gênero textual mais antigo, a carta surge em dois tipos: a carta argumentativa e a carta pessoal.

Carta Pessoal

A carta pessoal é aquele tipo presente em relações com pessoas bem próximas à nós, servindo para estabelecer contato com estas pessoas. Podem ser cartas de amor, cartas de amigos ou de parentes. A carta pessoal não segue uma regra fixa, podendo fazer uso da linguagem culta ou da linguagem popular (o assunto da carta definirá a forma da linguagem). A escrita deste tipo de carta é pessoal e os objetivos estão relacionados às intenções do remetente, aquele que escreve.

Carta Argumentativa

A carta argumentativa é aquela predominante nas relações sociais, servindo para fazer reivindicações, reclamações ou pedidos. Sua linguagem é culta e todas seguem um mesmo padrão, tendo indicação de local, data, identificação do destinatário, saudação, assunto, corpo e finalização (que inclui, muitas vezes, a identificação do remetente).

Bibliografia
  • TERRA, Ernani; NICOLA, José de. Português de olho no mundo do trabalho - vol único. São Paulo. Scipione, 2004.
  • Revista Guia do Estudante. Redação: Vestibular. Ano 2009.
  • Revista Guia do Estudante. Redação: Vestibular-Enem. Ano 2013.
  • BELTRÃO, Eliana Lúcia Santos; GORDILHO, Tereza Cristina S. Diálogo: língua portuguesa 9º ano. Ed renovada. São Paulo: FTD, 2009.
  • CEGALLA, Domingos Paschoal. Nova minigramática da língua portuguesa. São Paulo: Companhia Editora Nacional, 2005.
  • FERREIRA, Mauro. Aprender e praticar gramática. Ed renovada. São Paulo: FTD, 2007.

Ana Gabriela Figueiredo Perez

Estudos Literários - Unicamp

Confira também