Verbo

Verbos são palavras que exprimem aquilo que ocorre no tempo (uma ação, um estado, um fenômeno, um desejo, etc). São variáveis em pessoa, número, modo, tempo e voz. Existem aproximadamente onze mil verbos em nossa língua, divididos em três grupos de conjugação:

  • 1º grupo = verbos terminados em ar (amar, desconfiar)
  • 2º grupo = verbos terminados em er (ser, parecer, perceber)
  • 3º grupo = verbos terminados em ir (partir, dividir, rir)

Flexões do Verbo

Pessoa e Número

Existem três pessoas do verbo: a primeira pessoa, aquela que fala; a segunda, com quem se fala; e a terceira, de quem ou do que se fala. O número do verbo é dividido em singular e plural e está diretamente relacionado à classificação de pessoa, uma vez que designa a quantidade de seres que conjugam um verbo.

  • Eu *voltei* para casa. - 1ª pessoa singular
  • Nós *ficamos* chateados. - 1º pessoa plural

Modo

O modo verbal é a flexão que permite ao falante assumir sua atitude em relação a um fato que está sendo expresso pelo verbo. Existem três modos verbais: o indicativo, o subjuntivo e o imperativo.

O modo indicativo apresenta formas verbais que exprimem um fato certo, preciso:

Nós *respeitamos* o professor.

O modo subjuntivo apresenta formas verbais que exprimem fatos incertos, dúvidas, hipóteses:

Se nós respeitássemos o professor, ele não ficaria bravo.

O modo imperativo apresenta formas verbais que exprimem ordem, convite, pedido, conselho ou até ameaça:

Respeite o professor.

Tempo

Responsável por localizar a ocorrência de um fato no tempo, os tempos verbais são divididos em: pretérito (passado), indicando o tempo anterior ao momento da fala; presente, indicando o momento da fala; e futuro, indicando um tempo posterior ao momento da fala.

Dentro desta divisão, temos ainda várias outras formas. No pretérito, temos: o pretérito perfeito, que exprime fatos concluídos antes do momento em que se fala; o pretérito imperfeito, que exprime fatos não concluídos até o momento em que outro fato ocorreu; o pretérito mais-que-perfeito, que refere-se a um fato concluído que ocorreu antes de outro fato concluído.

Pretérito perfeito

Em 1500, Cabral descobriu o Brasil.

Pretérito imperfeito

As estrelas ainda brilhavam quando saímos de casa.

Pretérito mais-que-perfeito

Quando ligamos a televisão, o jogo já havia terminado. - apresenta um fato já concluído (jogo terminado) que ocorreu antes de outro fato também concluído (ligar a televisão).

O tempo futuro também tem outras formas, como o futuro do presente, que traz fatos que ocorreram após o momento da fala; e o futuro do pretérito, que indica um fato futuro, mas relacionado a um fato passado.

Futuro do presente

Hoje à noite, haverá um debate entre os candidatos.

Futuro do pretérito

Você nos garantiu que os documentos viriam hoje.

Formas Nominais

Além da forma verbal, o verbo pode aparecer em formas nominais. São três: infinitivo, gerúndio e particípio.

O infinitivo exprime o fato verbal, sem indicar início ou fim deste fato. É dividido em impessoal, quando não tem sujeito; e pessoal, quando tem sujeito.

  • Pescar é um ótimo passatempo. - infinitivo impessoal
  • Era importante voltarmos logo. - infinitivo pessoal (sujeito:nós)

O gerúndio exprime um fato verbal no momento em que ocorre.

Os cavalos estavam correndo.

O particípio traz o resultado do fato verbal.

O menino tinha comido todo o bolo.

Voz

A voz verbal é a flexão do verbo que indica quem pratica e quem recebe uma ação verbal. Esta flexão é dividida em: voz ativa, quando o sujeito pratica a ação verbal; voz passiva, quando o sujeito recebe a ação verbal; e voz reflexiva, quando o sujeito pratica e recebe a ação verbal.

Bibliografia
  • FERREIRA, Mauro. Aprender e praticar gramática. Ed renovada. São Paulo: FTD, 2007. TERRA, Ernani; NICOLA, José de. Português de olho no mundo do trabalho – vol único. São Paulo. Scipione, 2004.

Ana Gabriela Figueiredo Perez

Estudos Literários - Unicamp

Confira também